Microcity

Entenda a importância da tecnologia na gestão de pessoas

Entenda a importância da tecnologia na gestão de pessoas

Com a inserção da tecnologia na gestão de pessoas esse setor ganha um papel ainda mais estratégico dentro das organizações. Esses recursos tornam os processos mais dinâmicos e permitem oferecer mais inteligência e assertividade nas atividades desempenhadas pelos profissionais de recursos humanos.

 

A gestão de pessoas hoje já é considerada uma das áreas mais estratégicas dos negócios, pois lida com todos os setores da empresa, além de ser responsável por conduzir o processo de atração e retenção de talentos.

E, um dos fatores responsáveis por gerar a percepção de que a área de Recursos Humanos é fundamental, foi o surgimento da tecnologia e a sua aplicação no contexto do relacionamento com as pessoas e da busca por melhorias no dia a dia das equipes.

Com a pandemia da Covid-19, especialmente, a tecnologia na gestão de pessoas mostrou-se ainda mais necessária para facilitar a comunicação e a rotina das empresas.

Com o objetivo de reforçar a importância do uso da tecnologia nesse contexto, o Tangerino – controle de ponto digital traz as principais vantagens de incorporá-la nos processos de gestão de pessoas e dicas de ferramentas e hábitos para colocá-la em prática. 

Conheça as vantagens de utilizar tecnologia na gestão de pessoas

O uso da tecnologia na gestão de pessoas é, sem dúvidas, um dos avanços mais importantes para as empresas. O que antes era feito de forma operacional, demorada e, muitas vezes, sem resultados concretos, hoje apresenta uma realidade muito diferente.

Essa evolução se deu no chamado RH 4.0 com o uso da inteligência artificial para mapear o comportamento dos funcionários e traçar perfis ideais, a automatização dos processos que antes eram conduzidos manualmente, além da facilidade de se conectar sem estar fisicamente presente.

A pandemia da Covid-19 forçou muitas organizações, especialmente as mais tradicionais, a vivenciarem essa experiência, fazendo com que a maioria comprovasse que sim, o RH, bem como toda a empresa, podem funcionar “à distância”.

Para isso, as empresas precisaram se organizar rapidamente e as equipes passaram a trabalhar remotamente, se ajustando para manter a comunicação e os processos fluidos, sem prejuízos na cultura, no produto e no caixa. De modo geral, a resposta a essa mudança foi positiva. 

O que sua empresa pode esperar e como ela pode se preparar para o novo normal?

Assim, com o teletrabalho ou home office e o modelo de trabalho híbrido, as empresas têm condições de serem mais flexíveis em vários aspectos e, com isso, conseguem vantagens que contemplam os negócios e os colaboradores. veja algumas delas:

Mais agilidade em todos os processos

O tempo, hoje, é um dos ativos mais valiosos da sociedade. E com a tecnologia inserida nos processos é possível eliminar tarefas que, por muito tempo, eram realizadas de forma manual.

A tecnologia na gestão de pessoas otimiza e agiliza a rotina do RH por permitir o uso da inteligência artificial e de softwares que entregam resultados imediatos e reduzem quase totalmente a ocorrência de erros.

Amplia as alternativas e formas de comunicação

A comunicação é outro fator impulsionado pela tecnologia. Com os dispositivos móveis e o desenvolvimento de aplicativos de mensagens e vídeos, comunicar-se com o outro não é problema.

Com a possibilidade de trocar arquivos e documentos sem que para isso a pessoa esteja presa a um computador, elimina-se procedimentos que antes atrasavam a comunicação e impediam a evolução das demandas. 

Além disso, o dinamismo trazido pela tecnologia tem construído uma comunicação mais acessível, facilitando o entendimento e a troca de informações.

Mais valorização das pessoas

A era da tecnologia busca concentrar as tarefas operacionais e burocráticas na inteligência artificial, permitindo que o capital humano disponível na empresa se concentre em demandas e soluções realmente estratégicas.

Com isso, a tendência é de formação de uma equipe cada vez mais capacitada tecnicamente e que deve receber estímulos para se aperfeiçoar e crescer junto com o negócio.

A ideia é que, em um contexto de tecnologia, o homem seja o centro do desenvolvimento.

Reduz custos

A redução de custos é percebida em diversos fatores, como na eliminação do uso excessivo de papéis, já que tudo pode ser armazenado digitalmente, e também no gasto com água e luz, quando a empresa adota o home office.

Mais ainda, a redução de custos chega em processos mais estratégicos, como na redução do índice de turnover, já que, com uma ferramenta de análise comportamental, fica mais fácil encontrar o profissional certo para aquela vaga.

Com a queda da rotatividade, menor é também o gasto com processos de recrutamento e seleção, que costumam ser onerosos. 

Permite gerar resultados e avaliá-los de maneira mais precisa

O RH é um dos setores que mais possui dados importantes para os negócios. E com a ajuda de softwares e ferramentas que fazem levantamento e análise de informações, fica muito mais fácil mapear e mensurar a realidade.

Isso porque o trabalho que antes era feito pelas pessoas, e que demorava para ficar pronto e com risco de conter erros, agora é entregue, quase sempre de forma imediata, pela inteligência artificial.

Assim, informações são levantadas, cruzadas e comparadas, permitindo que um profissional técnico capacitado enxergue como aquele dado entrega uma informação que possa estar afetando, por exemplo, a saúde financeira da empresa.

Ferramentas e hábitos para aplicar a tecnologia na gestão de pessoas

Colocar em prática a tecnologia na gestão de pessoas e no dia a dia da empresa requer planejamento e organização, principalmente se o negócio ainda não entrou de vez no contexto da automatização dos processos.

É preciso entender que cada empresa possui seus hábitos e sua cultura organizacional, mas também que não dá para esperar, enquanto os concorrentes estão investindo em tecnologia e colhendo os melhores resultados por isso.

Para isso, as empresas devem adotar hábitos e contar com ferramentas que podem ser ótimas alternativas para iniciar ou até mesmo impulsionar uma cultura mais integrada, automatizada e tecnológica. Veja alguns exemplos:

Armazenamento na nuvem

Hoje é praticamente impossível imaginar uma empresa que não utilize o armazenamento em nuvem, o chamado cloud computing. Especialmente com diversas opções gratuitas disponíveis no mercado e de fácil utilização. 

Dados, documentos e arquivos disponíveis na nuvem significam mais integração entre as pessoas, mais flexibilidade, já que pode-se abrir o armazenamento de qualquer lugar, além de agilidade.

Softwares de mapeamento de perfil comportamental

Ter o profissional certo atuando na função certa é o que toda empresa busca. Isso gera satisfação no colaborador, que se reconhece na vaga, e traz para a empresa mais produtividade, resultados e retenção de talentos.

Atualmente existem diversas ferramentas que realizam o mapeamento comportamental e dos perfis de funcionários, apontando pontos fracos e fortes, habilidades técnicas e cognitivas e, com isso, compara aos perfis que a empresa busca.

Essas ferramentas podem ser utilizadas tanto nos processos de seleção quanto na manutenção das equipes, fazendo periodicamente uma análise dos perfis que a empresa tem e apontando o que pode ser melhorado e perfis que podem ser realocados.

Controle de ponto digital

O home office mostrou que até mesmo processos que antes só eram realizados no ambiente físico da empresa podem também ser mantidos no ambiente virtual.

É o caso do controle de ponto, que é essencial tanto na gestão de pessoas presencial quanto na remota, pois, além de ser uma ferramenta criada para modernizar a rotina do RH, transforma o dia a dia do colaborador no processo de bater o ponto e fazer a autogestão das horas trabalhadas.

Ferramentas disponíveis no mercado, como aplicativo de controle de ponto, além de permitirem ao gestor realizar o monitoramento da jornada de trabalho em si, entrega relatórios que retratam questões como a produtividade da equipe.

Trabalhar com indicadores e metas

A tecnologia introduziu diversos novos hábitos dentro das empresas, já que acirrou a concorrência no mercado. Para acompanhar esses avanços, é preciso mudar também a forma de pensar o trabalho, sempre com objetivos, metas e visão de onde se quer chegar.

Diversas metodologias ágeis disponíveis permitem que as empresas, equipes e setores trabalhem de forma mais otimizada e, com propósitos bem definidos, consigam enxergar como o trabalho de um determinado setor impacta no resultado macro do negócio, por exemplo.

Com metas e indicadores bem definidos, todas as pessoas sabem exatamente o seu papel, o que torna o trabalho mais mensurável e permitindo que os colaboradores enxerguem o verdadeiro sentido da sua participação. 

Com todas essas dicas, é possível perceber a importância da tecnologia na gestão de pessoas, com sua capacidade de, mesmo a partir do uso de softwares e inteligência artificial, focar nas pessoas e proporcionar um trabalho mais humanizado, que faça sentido e proporcione resultados positivos para o negócio e os colaboradores.

*Este artigo foi produzido pela equipe da Tangerino

Assine nossa
newsletter

    Ebook
    do mês