Microcity

Outsourcing de TI como aliado contra o Coronavírus

Outsourcing de TI como aliado contra o Coronavírus

O Coronavírus se tornou uma pandemia mundial, e vários países e empresas já estão tomando as medidas necessárias para não agravar ainda mais essa situação. Nesse momento crítico, o segmento corporativo está tendo uma enorme responsabilidade social, com as companhias adotando algumas medidas necessárias para ajudar de alguma forma no combate à propagação do vírus.

Diante desse cenário, os modelos de trabalho em todo o mundo irão passar por mudanças drásticas, em especial rumo ao Home Office (HO), ou trabalho remoto, a fim de evitar a transmissão da doença Covid-19 por contato entre os funcionários, clientes e fornecedores.

Mesmo no Brasil, onde a prática do Home Office até pouco tempo atrás ainda sofria certa resistência das companhias, por desafios relacionados à monitoria da produtividade dos funcionários e atendimento das melhores práticas de segurança da informação – o que agravou depois da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) -, grandes empresas nacionais ou estrangeiras com atuação no país, entre outras, já começaram a articular medidas de HO e em função da epidemia do Coronavírus.

Mas é fato que nem todas as empresas possuem meios para possibilitar o trabalho remoto dos funcionários. Além das questões de produtividade e segurança, é preciso levar em conta o uso dos equipamentos, como computadores desktops e notebooks, pelos colaboradores, que vão ter de suportar cargas horárias de pelo menos oito horas diárias, cinco dias por semana. O que gera desgaste, e consequentemente, diminuição do tempo de vida desses ativos e aumento de gastos para os usuários.

Frente a esse panorama, surge como opção para solucionar os desafios de infraestrutura de Home Office das companhias, independentemente do tamanho ou segmento de atuação, o Outsourcing de TI. Com a terceirização da entrega, adaptação e manutenção dos computadores, na casa dos funcionários, as empresas podem dar continuidade aos processos de negócios, sem preocupações.

Mas para que o Outsourcing tenha pleno efeito, e possa ajudar as empresas a implantar o modelo de HO, é necessário que os gestores estudem o que é melhor para as equipes, para entender quais aspectos podem ser afetados pela pandemia do Coronavírus e o que pode ser feito para suprimir os efeitos desse cenário.

Os gestores devem focar em traçar possíveis cenários e formas de adoção do trabalho remoto, lembrando sempre em pensar na qualidade de vida e do trabalho para os colaboradores e na manutenção do fluxo dentro da companhia.

Também é imprescindível criar condições tecnológicas para o HO, como realizar reuniões e monitoramento de pauta, via Hangout, Skype, ou qualquer outra ferramenta de videoconferência, pois elas têm um grande papel em reduzir o contato pessoal e de viagens à trabalho. Saber identificar os possíveis fornecedores alternativos e não interromper o fluxo dos setores da empresa, pode fazer a diferença entre manter a empresa viva nesses tempos difíceis, ou perder espaço para a concorrência

Sabemos que hoje em dia a agilidade e a segurança são de suma importância para todas as companhias. E tudo isso pode ser feito através de um bom planejamento de TI. Adotar o Outsourcing de computadores, é uma ótima forma de se manter atualizado e seguro ao mesmo tempo, principalmente levando em consideração a LGPD, que protege os dados e aumenta a privacidade das pessoas e o poder das entidades reguladoras para fiscalizar as organizações.

Ter uma equipe especializada que sempre está em monitoramento dos servidores, nuvem, máquinas, VPN e outros aspecto de segurança, é um grande avanço para qualquer empresa fazer uma boa gestão a distância, além de processos e políticas, neste momento tão delicado no mundo.

*Fabiano Pardini é diretor de Tecnologia e Operações da Microcity.

Fonte: Segs

Fale com a Microcity
Ou entre em contato no Fone: 0800-568-5688. Para contato comercial, clique aqui.
Importante:
Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.Saiba mais acessando nossa politica de privacidade e nossos termos e condições