Microcity

Gestão de manutenção em TI: como a manutenção preventiva ajuda na disponibilidade e na redução de custos de TI

Gestão de manutenção em TI: como a manutenção preventiva ajuda na disponibilidade e na redução de custos de TI

A gestão de manutenção em TI ocorre a partir da adoção de medidas para garantir o funcionamento dos dispositivos tecnológicos. Este procedimento gera economia e contribui com a performance, além de minimizar problemas que pode representar falhas de seguranças.

 

A tecnologia está cada vez mais intrinsecamente relacionada aos processos e rotinas corporativas. Para garantir que eles ocorram fluidamente, sem atrasos ou intercorrências, uma das práticas essenciais deve ser a manutenção preventiva de TI.

Muito mais do que apenas reparar computadores e outros equipamentos quando apresentam defeitos, a gestão de manutenção de TI previne que esses defeitos apareçam. Isso resulta em menos interrupções no trabalho, mais produtividade e, consequentemente, melhores resultados.

Preparamos esse artigo para trazer para você todas as informações sobre a manutenção preventiva de TI, sua importância e por que a sua empresa, independente do tamanho ou da área de atuação, deve adotá-la.

Qual é a diferença entre manutenção preventiva e corretiva?

Na manutenção preventiva de TI, são feitas limpezas, atualizações e buscas por falhas, com o objetivo de evitar que problemas apareçam nos equipamentos.

A manutenção preventiva é como a revisão que se faz periodicamente no carro, a calibragem dos pneus e mesmo a limpeza do para-brisa, garantindo que o carro esteja seguro, funcionando plenamente e com visibilidade garantida para o motorista.

Já a manutenção corretiva é realizada depois que uma falha ou defeito acontece. Os reparos ou substituições são feitos a partir da abertura de um chamado.

Para além da prática, a prevenção evita maiores transtornos no andamento dos processos da empresa, assim como minimiza gastos emergenciais desnecessários. Ainda na analogia do carro, é fácil entender que é melhor ter a segurança de um carro revisado do que ficar parado no meio da estrada por falta de água no radiador.

Quais são as vantagens da manutenção preventiva de TI?

De maneira ampla, geral e resumida, a manutenção preventiva poupa tempo e dinheiro da empresa que investe nessa prática como rotina. E isso acontece de diferentes formas, em várias vantagens observadas:

Aumento da vida útil dos equipamentos

Os equipamentos de TI, no geral, têm vida útil aproximada de 3 a 5 anos. Uma das razões para isso é a atualização das soluções tecnológicas que avança rapidamente. No entanto, essa vida útil pode ser reduzida se a devida manutenção não é realizada.

Desde atualizações de softwares, verificações de segurança e até mesmo a limpeza física (tirar a poeira, por exemplo) dos dispositivos eletrônicos são ações periódicas essenciais para assegurar o melhor desempenho durante toda a vida útil do equipamento.

Aumento na produtividade

A manutenção preventiva de TI contribui para o aumento da produtividade das equipes em dois aspectos. Primeiramente, porque uma infraestrutura de TI atualizada e com sua manutenção em dia apresenta seu melhor desempenho, oferecendo velocidade e segurança para os profissionais executarem suas tarefas.

Por consequência, o segundo aspecto é a consistência e a disponibilidade. Ou seja, uma infraestrutura bem mantida reduz o risco de falhas e os profissionais não precisam paralisar suas tarefas porque o sistema caiu ou o computador estragou.

Suporte para a segurança da informação

Uma das grandes preocupações da gestão de TI deve ser a proteção dos dados da empresa, para que não sejam alvo de ataques cibernéticos ou de falhas e vazamentos do sistema. E uma das medidas preventivas da segurança da informação é, também, a manutenção de TI.

Manter os dispositivos atualizados, realizar a varredura dos dispositivos com antivírus e outros recursos de segurança, e fazer backups periódicos são algumas das ações de manutenção preventiva de TI que contribuem para a segurança da informação.

Foco da equipe de TI no core business

A manutenção preventiva de TI reduz os chamados para correções e reparos, já que o bom funcionamento da infraestrutura é mantido de forma planejada e com poucas emergências. Assim, a equipe de tecnologia fica mais focada nas soluções do core business.

Se a manutenção preventiva for parte do serviço de outsourcing de TI, a vantagem é ainda maior. Uma equipe capacitada e especializada se encarrega de manter a infraestrutura em pleno desempenho, enquanto a equipe interna de TI pode focar no negócio.

Economia de recursos

A prevenção sempre sai mais barata do que a correção. A manutenção planejada possibilita que pesquisas de mercado sejam realizadas com mais cuidado, aproveitando as melhores oportunidades e evitando o gasto com reparos de emergência, que tendem a ser mais caros.

Locação de computadores? Procure o líder nacional em PCaaS

Qual a importância da manutenção preventiva de TI?

As vantagens apresentadas já seriam razões o suficiente para se adotar uma manutenção preventiva de TI. Mas o fator decisivo é o que pode acontecer caso essa prática não seja adotada: a interrupção das atividades da empresa.

A manutenção da TI previne o colapso de equipamentos, sistemas e redes que, caso contrário, poderiam interromper atividades cruciais da empresa. Esses períodos de inatividade, conhecidos como downtime, podem resultar em perdas de vendas, atrasos em entregas, insatisfação do cliente, e até quebras de contrato.

Ou seja, a adoção de tecnologias permite a otimização de processos, automação de rotinas, aumento da produtividade e entrega de melhores resultados. Mas tudo isso deve ser amparado por uma infraestrutura confiável, atualizada e disponível.

Como organizar manutenções preventivas de TI?

A manutenção preventiva demanda dedicação e planejamento. São atividades de diferentes naturezas, como limpeza física, checagem de hardware e atualizações de softwares, por exemplo, que são realizadas periodicamente, de acordo com a infraestrutura da empresa.

Dessa forma, é importante que a gestão de TI mantenha um cronograma com a frequência e o planejamento de cada ação de prevenção.

A terceirização da infraestrutura de TI da empresa, dentre várias vantagens para o negócio, facilita a gestão da manutenção, visto que esse serviço é incluído na solução ofertada pelo seu parceiro de TI. A manutenção fica a cargo de uma equipe especializada, dedicada a isso, eliminando os riscos de esquecimento ou das ações de manutenção serem “atropeladas” por outras demandas internas.

No caso de profissionais em home office, realidade cada vez mais comum em empresas dos mais diversos setores, o outsourcing pode ser ainda mais benéfico se o seu fornecedor é capaz de atender às demandas de infraestrutura de TI por todo o território nacional.

Dessa forma, mesmo quando a manutenção de TI não puder ser realizada de forma remota, sua equipe pode ser atendida com agilidade, sem maiores transtornos e evitando o downtime.

Gostou desse conteúdo? Entenda melhor o que é o downtime, como ele pode ser prejudicial para a sua empresa e saiba como evitá-lo.

Assine nossa
newsletter

    Ebook
    do mês