Microcity

Qual a importância do gerente de TI na transformação digital das empresas?

Qual a importância do gerente de TI na transformação digital das empresas?

O papel do gerente de TI tem mudado dentro das empresas com a tecnologia desempenhando um papel cada mais central na estratégia dos negócios. Este profissional tem sido o responsável por agregar tecnologia e inovação, contribuindo com a digitalização dos processos e do modelo de negócio das organizações.

 

Em tempos de transformação digital e de rápidas mudanças, o papel da TI evoluiu rapidamente. Passou de uma “simples” função de suporte aos negócios para um facilitador, o responsável pelo desenvolvimento tecnológico do negócio.

A tecnologia da informação desempenha um papel essencial como driver de inovação. Os modelos de negócios dependem da inserção da tecnologia no processo como um recurso para garantir o seu crescimento e escalabilidade. Neste novo contexto, o gerente de TI ganha destaque e relevância dentro das organizações.

Reunimos, neste texto, informações sobre o novo papel do gerente de TI nas empresas e como a inserção da tecnologia nas organizações vem redefinindo o papel destes profissionais.

Quais são as responsabilidades do gerente de TI?

O gerente de TI é responsável por liderar equipes de tecnologia da informação em projetos e serviços da área. É quem gerencia projetos de implantação de novos equipamentos de informática e de novos sistemas. Ele também mobiliza o redesenho de processos e a identificação de gaps tecnológicos nas demais áreas da empresa.

Cabe a este gestor garantir a adoção de estratégias e sistemas adequados para a segurança das informações da empresa, bem como estabelecer procedimentos para atuação em caso de qualquer eventualidade. Outra responsabilidade deste profissional é gerenciar contratos com empresas parceiras, caso o negócio opte pelo outsourcing de TI.

Para exercer todas essas e outras funções, é essencial que o líder tenha amplo conhecimento na área de tecnologia da informação e experiência na gestão de equipes e coordenação de projetos. Ele deve também acompanhar as inovações tecnológicas no setor e identificar oportunidades.

Como a transformação digital modificou o papel do gerente de TI?

O investimento em pesquisa, desenvolvimento e inovação nunca foi tão importante e estratégico como nos dias de hoje. É através destes recursos que uma empresa pode ganhar, ao mesmo tempo, em produtividade, eficiência e aumento nas vendas.

São graças aos ativos tecnológicos de uma empresa que os negócios puderam se expandir e prosperar na era digital. Durante a pandemia de coronavírus, por exemplo, foi a tecnologia que permitiu às empresas manterem sua operação em trabalho remoto, mantendo a qualidade dos seus serviços junto aos seus clientes.

Um exemplo disso foi constatado pela pesquisa global Gartner 2021 CIO. Segundo a pesquisa, as empresas de melhor desempenho durante a pandemia foram as que priorizaram o investimento em inovação digital. Além disso, cerca 69% das empresas de melhor desempenho planejam aplicar mais recursos para inovação em 2021.

Como essa jornada está diretamente relacionada à transformação digital e adoção de um parque tecnológico cada vez mais avançado, a equipe de TI tem papel crucial nesse processo. Sua responsabilidade é contribuir na definição dos caminhos mais estratégicos para um negócio, oferecendo soluções e a infraestrutura necessária.

Porém, além da digitalização do modelo de serviço e do sistema de trabalho, essa transformação também está interligada à cultura da área de TI e da empresa em geral. É preciso ter uma boa estratégia, orientada para os resultados e para o digital. E neste novo momento, cabe ao gerente de TI oferecer à empresa as condições tecnológicas necessárias para o seu crescimento.

Qual o papel do gerente de TI na transformação digital?

As empresas estão vivendo uma intensa transição para um ambiente mais tecnológico. Não apenas em relação aos novos aparelhos e softwares, mas também no que diz respeito a diferentes níveis das organizações. Atualmente, 73,8% das empresas já consideram a transição definitiva para trabalho remoto ou sistemas híbridos, com ampla colaboração via plataformas digitais.

Se o objetivo é usar a tecnologia a nosso favor para melhorar os processos e práticas dos negócios existentes, quem estará à frente dessas mudanças? O estudo da Gartner apontou que a necessidade de promover a transição para o trabalho remoto durante a pandemia mostrou a importância dos gestores de TI. A atuação destes profissionais convenceu as lideranças sobre a necessidade de modernizar a tecnologia e acelerar as iniciativas de negócios digitais.

A área da tecnologia da informação está cada vez mais integrada com as estratégias de negócios elaboradas dentro da empresa. É preciso sinergia para atingir os objetivos de um planejamento estratégico, por exemplo.

Dessa forma, o gerente de TI passa a ter um papel fundamental de liderança, de mudança de processos e pessoas. Ele será a pessoa que não conta somente com habilidades técnicas, mas também com a capacidade de ensinar e conscientizar a sua equipe sobre essa transformação digital.

Como o gerente de TI pode se adaptar para o futuro da tecnologia?

Já vimos que a experiência na área de tecnologia da informação é essencial para se adequar ao posto. Em meio a tanta transformação, listamos os principais pontos que precisam ser levados em consideração pelo gestor de TI ao se planejar para o futuro da sua função:

Avanço da tecnologia

Uma das características mais marcantes da indústria 4.0, que em alguns anos vai revolucionar a forma como trabalhamos, é seu caráter disruptivo e acelerado. Ou seja, cada mudança ou novidade vai fazer com que equipamentos e processos, até então utilizados, se tornem obsoletos. E, em pouco tempo, aquela mesma novidade se torna ultrapassada devido a outra inovação.

Daí a importância de estar atento às tendências, de conhecer os principais players no mercado de tecnologia e acompanhar as experiências de sucesso adotadas em sua área de negócio – e também em outros setores, como:

  • Inteligência Artificial
  • Big Data
  • Internet das Coisas
  • Computação na nuvem
  • Hiperautomação
  • Ferramentas de análises de dados
  • Computação quântica

Muito além de entender essas ferramentas, será preciso aprender usá-las a seu favor. Quando bem implementadas, as novas tecnologias transformam as empresas. Desde rotinas mais flexíveis até altos níveis de automatização de processos.

Concorrência competitiva

Os seus concorrentes estão se adaptando, atualizando tecnologias e capacitando a equipe. A implementação e, principalmente, a adaptação ao modelo cada vez mais tecnológico de trabalho será crucial para as empresas não perderem competitividade e acabarem cedendo lugar à concorrência.

Perfil de liderança

Conforme destacado anteriormente, o gestor de TI dá um grande passo para o caminho da didática. O desafio é conseguir conscientizar a empresa sobre a completa transformação que o mercado – e o mundo – está passando.

Buscar integrantes que pensem “fora da caixa” e assumir o importante papel de alinhar os objetivos da área de TI com os objetivos estratégicos da empresa são funções para o gestor.

Aprenda sempre

O gerente de TI, assim como todos os demais gestores, também deve investir constantemente em desenvolvimento e aprendizagem contínua. Outra tendência que a Quarta Revolução Industrial impõe é a necessidade de aprender a aprender – ou seja, a ter abertura para se capacitar e a substituir hábitos antigos por novidades.

Também é importante estar atento a oportunidades de desenvolvimento e capacitação em tecnologia para integrantes da equipe e de outras áreas.

Preze pela segurança da informação

Em um universo cada vez mais digitalizado e online, é necessário desenvolver estratégias e sistemas para garantir a segurança de dados internos e estratégicos. Conforme previsões da Canalys, os investimentos em cibersegurança deverão crescer aproximadamente 10% em 2021.

Caberá aos CIOs a responsabilidade por garantir a proteção e a continuidade dos negócios sobre eventuais ameaças e problemas que possam impactar a operação da empresa. De acordo com a Gartner, em 2021, 61% dos entrevistados estarão aumentando o investimento em segurança cibernética nas suas empresas.

Construa uma equipe de sucesso

O gestor de TI também deve entender as necessidades da empresa e os desafios do mercado. Neste novo momento do setor de TI será crucial buscar diferentes perfis para integrar as equipes. Ainda mais considerando a importância que a área ganhou dentro das empresas durante os últimos anos.

Pense além do currículo tradicional. Busque pessoas criativas e com atitude empreendedora. Por que não apostar em profissionais focados em inovação e em squads multidisciplinares? As equipes de TI terão grandes desafios nos próximos anos, e é bom prepará-las para isso.

Diante desse cenário, estruturas altamente hierarquizadas e que atribuem pouca autonomia estão com os dias contados. A melhor forma de garantir processos inovadores, melhoria contínua e refinamento nas soluções é investir no empoderamento dos profissionais de TI. Estimule-os a adotarem uma atitude inquieta e a atuarem de maneira colaborativa com colegas da área ou de outras equipes. Dessa forma, você terá a chance de potencializar sua atuação como mentor de talentos.

Identifique oportunidades de automatização ou terceirização

Nessa jornada de crescimento e desafios constantes, uma boa alternativa para manter o foco em encontrar soluções estratégicas é estabelecer parcerias com outras empresas para garantir a atualização constante do parque tecnológico.

Uma boa estratégia a ser adotada pelo gerente de TI é optar pelo outsourcing, capaz de garantir uma integração do negócio ao que há de mais novo no mercado de forma barata, rápida e eficiente. Para ajudar nesta decisão, alguns sinais podem ajudar a definir se é o momento ideal para estabelecer uma parceria do tipo.

Investir nesse tipo de contratação proporciona impactos positivos não só para a área de TI, mas para toda a empresa. Além de acelerar os processos de transformação digital, também permite que a sua equipe dedique mais tempo para aprimorar os processos e pensar em inovação.

Os benefícios desse investimento são muitos. Entre eles, principalmente:

  • Aumento de eficiência e agilidade dos projetos
  • Otimização do tempo de trabalho e rotina da equipe
  • Redução de falhas operacionais
  • Maior vantagem competitiva
  • Satisfação do cliente

Nessa jornada de crescimento e desafios constantes, uma boa alternativa para manter o foco em encontrar soluções estratégicas é estabelecer parcerias. Quando o foco do gestor está em múltiplas atividades, principalmente aquelas mais operacionais, ele não consegue se dedicar ao máximo para garantir a inovação dentro da sua organização.

Uma boa estratégia a ser adotada pelo gerente de TI é optar pelo outsourcing. Conheça mais sobre esta solução e como ela pode contribuir com a rotina profissional do gestor de tecnologia

Assine nossa
newsletter

    Ebook
    do mês

    Blog

    Acessar
    10 motivos pelos quais sua empresa deve contratar a Microcity
    Saiba mais
    PC as a Service – É hora de aumentar a disponibilidade do seu negócio
    Saiba mais
    Saiba como o PC as a Service pode ajudar sua empresa a inovar
    Saiba mais

      Damos valor à sua privacidade

      Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

      Cookies estritamente necessários

      Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

      Cookies de desempenho

      Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

      Cookies de funcionalidade

      Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

      Cookies de publicidade

      Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

      Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

      Importante:
      Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Saiba mais acessando nossa politica de privacidade e nossos termos e condições