Microcity

Data-driven: Como se tornar uma empresa orientada a dados e qual a importância da TI

Data-driven: Como se tornar uma empresa orientada a dados e qual a importância da TI

O data-driven se refere a uma cultura de análise de dados com suporte de ferramentas digitais para tomada de decisões mais estratégicas no negócio. A implementação desta metodologia depende de uma infraestrutura de TI eficiente que contribua com o processamento e o acesso das informações aos seus respectivos responsáveis.

 

Dentre várias mudanças, a revolução 4.0 inseriu de forma permanente nos modelos de negócio a cultura data-driven. Com capacidade cada vez maior de coletar e analisar dados, as tecnologias disponíveis permitem usos variados desses dados para alcançar melhores resultados.

Para que você reconheça a importância dessa abordagem e qual é o melhor caminho para adotá-la, preparei esse artigo que trata da cultura data-driven e seus principais aspectos. Entenda por que a sua empresa vai mais longe sendo orientada por dados.

O que é ser data-driven?

Uma empresa data-driven é aquela que baseia todas as suas tomadas de decisões e planejamentos na análise e interpretação de dados. Nessa abordagem, as informações disponíveis podem ser usadas para identificar desafios, oportunidades e mudanças iminentes.

A análise de dados permite que as decisões sejam tomadas de forma mais assertiva, ágil e baseada em evidências mais robustas do que apenas achismos. A adaptação a mudanças também fica mais ágil, o que pode ser decisivo para a sobrevivência do negócio.

A abordagem data-driven não restringe o acesso aos dados ao alto escalão da empresa. Uma cultura orientada a dados capacita e valoriza profissionais com as habilidades necessárias para a análise de dados nos mais diversos setores da empresa.

Isso porque toda a mentalidade do negócio deve estar de acordo com a ideia de que a integração do acesso e uso de dados permite um cenário de inovação, decisões mais ágeis e assertivas e uma visão estratégica do negócio como um todo.

Quais os principais benefícios da cultura data-driven?

Vivemos em uma realidade profundamente digitalizada, onde mudanças acontecem em alta velocidade. Estar atento ao cenário e às possibilidades é crucial para manter seu negócio competitivo e com bons resultados.

A cultura data-driven é uma das grandes tendências modernas, pois permite, por meio da tecnologia, que sua empresa acompanhe de perto o que acontece no mercado, as preferências do cliente e as oportunidades futuras.

Dentre os maiores benefícios de se adotar uma cultura data-driven, posso listar:

Agilidade e assertividade na tomada de decisões

A cultura data-driven coloca nas mãos das equipes uma enorme quantidade de dados relacionados a diversos aspectos do negócio. Esse acesso possibilita que ações sejam tomadas de forma mais assertiva, confiável e ágil, não se baseando em achismos, mas em fatos e análises quantitativas.

Atualização de dados em tempo real

As ferramentas de TI para coleta de dados possibilitam a atualização e análise em tempo real. Isso significa que toda decisão ou estratégia realizada a partir dos dados está de acordo com o cenário mais atual possível, minimizando as chances de erros ou resultados inesperados.

Otimização de processos

A abordagem data-driven possibilita a identificação de processos a serem automatizados e otimizados. Estratégias e ações de vendas, marketing, gestão de pessoas ou de inovação, por exemplo, podem ser elaboradas de forma mais vantajosa e com a aplicação de recursos de forma mais inteligente.

Identificação de oportunidades

As oportunidades também são identificadas com mais precisão e agilidade por meio da análise de dados. Além de reconhecer as melhores oportunidades do mercado, a abordagem orientada por dados coloca sua empresa à frente de concorrentes, aumentando sua competitividade e a posicionando como referência.

Integração de estratégias

Quando a cultura data-driven é implantada por uma empresa, toda sua estrutura passa a funcionar de forma integrada, em concordância com as análises realizadas. Dessa forma, as estratégias adotadas pelos setores passam a convergir para os mesmos objetivos de negócio.

Outsourcing e TI precisam fazer parte do planejamento da sua empresa

Como implementar uma cultura data-driven?

Toda mudança cultural dentro de uma organização é um processo complexo e deve ser bem planejado para que se obtenha os melhores resultados. A Google defende a observação de 5 pilares principais para sustentar uma nova cultura data-driven: pessoas, processos, assets, dados e tecnologia.

Pessoas

Com a adoção da cultura data-driven, o perfil profissional de analistas e cientistas de dados passa a ser valorizado não apenas na equipe de TI. Em todos os setores, os profissionais precisam ser treinados e capacitados para que compreendam e absorvam a importância da abordagem.

Processos

Os processos e operações em empresas data-driven são integrados, coordenados, devido à disponibilização dos dados de forma centralizada, na nuvem, para todos. Essa integração permite que a inteligência coletiva seja usada para resolver as questões de forma mais eficiente, ágil e assertiva.

Assets

Os assets, que são as propriedades digitais da sua empresa, são um importante pilar para a abordagem data-driven. Isso porque eles são as ferramentas usadas para corrigir e aumentar a agilidade de processos.

Dados

É indispensável que a empresa possua uma política de segurança da informação que garanta a transparência e a proteção dos dados da empresa. Para garantir a compliance, os usuários devem ter clareza e autonomia sobre como é feita a coleta e o uso de dados.

Tecnologia

Por último, mas não menos importante, a tecnologia disponível para a adoção de uma cultura data-driven facilita a coleta, análise e precisão dos dados. Alguns dos principais recursos atuais para facilitar essa abordagem são:

Além dessas ferramentas, saliento ainda a necessidade de uma infraestrutura de TI adequada para a adoção de uma cultura data-driven. Ao implantar essa abordagem na sua empresa, o tráfego de dados tende a aumentar.

Assim, dispôr de uma infraestrutura confiável, com capacidade de desempenho adequada, é fundamental para não sobrecarregar sistema e redes da empresa. Por isso, ao planejar a adoção de uma cultura data-driven, conte com uma equipe de TI capacitada e experiente para mensurar sua demanda de infraestrutura.

Se você gostou desse artigo, aproveite para ler mais sobre infraestrutura de TI e compreender sua importância para o desenvolvimento da sua empresa.

Assine nossa
newsletter

    Ebook
    do mês

    Por:

    Tiago Miranda Moreira

    Diretor Comercial e Marketing da Microcity

    Soma mais de 16 anos na empresa Microcity, tendo ocupado cargos de gerência na área comercial. Atualmente, Tiago é Diretor Comercial, sendo responsável pela gestão das vendas e parcerias, e de Marketing da empresa Microcity. Ele é formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com especialização em desenvolvimento de dirigentes e Marketing pela Fundação Dom Cabral (FDC).