Microcity

Computação invisível: como essa tecnologia já faz parte de sua vida

Computação invisível: como essa tecnologia já faz parte de sua vida

No início, ele pesava 30 toneladas, ocupava mais de cem metros quadrados e foi criado com um objetivo bem definido: realizar cálculos balísticos para atirar bombas na Alemanha, durante a Segunda Guerra. Assim era o Eniac, o primeiro computador digital eletrônico automático da história. O pontapé inicial para o começo do desenvolvimento de uma série de equipamentos e softwares na indústria da tecnologia que chegou à computação invisível.

 

O objetivo da computação invisível é descomplicar totalmente o computador, para que seja usado por qualquer um, em qualquer lugar. Não é ficção nem devaneio. “Ele deixará de ser esse objeto fixo, num cômodo da residência, para se tornar um equipamento quase invisível, integrado a casa e ao usuário”, afirma Jean Paul Jacob, gerente de relações técnicas do Centro de Pesquisas da IBM em Almaden, nos Estados Unidos.

 

Dentro de 20 anos, os fios vão acabar e a transmissão dos dados por sinais de rádio será uma realidade para todos os equipamentos, dentro e fora de casa. Será possível digitar um texto no seu computador, por exemplo, e continuar o trabalho usando a sua TV, sem que seja necessário transferir nenhum arquivo. A computação invisível será responsável por interligar os aparelhos instantaneamente.

 

Um facilitador para o seu dia a dia

 

Com a computação invisível, o micro do futuro será bem mais que um instrumento de trabalho e diversão: ele vai se tornar um eletrodoméstico integrado a sua casa. Tudo será ajustado de acordo com os moradores, da estação de rádio à posição da poltrona.

 

Basta um sinal em que ele possa reconhecer o calor, frio, agitação ou sono para que a sua casa se adeque a situação. O computador saberá tudo sobre você e compartilhará essas informações quando isso lhe for conveniente.

 

Há várias outras utilidades nessa comunicação automática e silenciosa entre computadores. Um shopping, por exemplo, pode pesquisar automaticamente o perfil das pessoas que entram nele, recebendo dados diretamente dos dispositivos portáteis de cada uma delas. Outros tipos de pesquisas serão feitas sem que ninguém lhe pergunte nada, apenas com os dados que o seu aparelho deixa disponível para quem quiser saber.

 

Mas a computação invisível já existe?

 

A geladeira inteligente foi um dos primeiros eletrodomésticos comercializados que contam com a computação invisível. Ela pode verificar os alimentos que estão em seu interior, mudar a temperatura em cada prateleira ou até mesmo informar quando um alimento está chegando ao fim.

 

Outro produto muito conhecido e que se popularizou são as televisões inteligentes, que permitem assistirmos conteúdos diretamente da Internet. Ou os videogames que recebem comando por voz, reconhecendo o chamado de quem o fez e montando o personagem do jogo com leitura de imagem corporal, feita por sua câmera interna, criando uma cópia fiel de seu jogador.

 

O Google Glass também é um ótimo exemplo da computação invisível. O periférico permite chamadas, pesquisas na Web, fotos e direções no trânsito com apenas um mínimo de ação por parte do usuário, tornando-o praticamente em um ciborgue.

 

Como isso vai impactar o mercado?

 

A computação invisível vai mudar a forma como as pessoas trabalham, vivem e interagem. Dentro da gestão empresarial, ela pode diminuir a burocracia interna, controlar a logística e gerenciar a produtividade, como a entrada e saída dos funcionários de uma empresa. Sendo assim, os relatórios se tornam completos e precisos, além de ser mais fácil a identificação de falhas do sistema global e, assim, criar soluções estratégicas para resolvê-las.

 

A tecnologia também anuncia uma nova era para o ambiente de data center – no limiar da infraestrutura totalmente invisível. Em um curto espaço de tempo, essa abordagem radical tornou-se a solução para mais de 1.700 empresas multissetoriais, desde bancos, companhias aéreas e organizações imobiliárias até um dos maiores clubes de saúde privados do mundo.

 

Todos estão colhendo os benefícios de uma rede configurável e escalável que pode evoluir de forma integrada às necessidades do negócio, moldar novos modelos de negócio e explorar novas formas de trabalhar. Integrar computação e armazenamento em uma solução única foi o primeiro grande marco na jornada rumo à invisibilidade do data center com o servidor escondido.

 

O que achou deste artigo? Deixe o seu comentário com a sua visão sobre a computação invisível e aproveite para compartilhar nas suas redes sociais.

 

Depois, curta as nossas páginas no Facebook e LinkedIn e fique por dentro das novidades do mercado de TI.

Assine nossa
newsletter

Ebook
do mês

Fale com a Microcity
Ou ligue para a Microcity (31) 2125.4200. Para contato comercial,
clique aqui.