Fale com um consultor Fale com consultor
Microcity

Cloud computing: o que é, para que serve e como usar?

Cloud computing: o que é, para que serve e como usar?

Cloud computing é uma tecnologia que possibilita o uso de recursos de computação via internet. Desta forma ela permite o acesso remoto e a operação de arquivos, softwares, dados e aplicações online. Estas aplicações possuem variadas finalidades, por conta disso a cloud é amplamente utilizada em diversos produtos digitais modernos.

 

Não é preciso ser um desenvolvedor para conhecer cloud computing. Se você já salvou ou compartilhou um documento no Google Drive, ouviu uma música no Spotify ou comprou um produto em um marketplace qualquer, você já usou serviços em nuvem.

A computação em nuvem já não é mais considerada uma tendência da tecnologia, mas sim a regra. Integrando novas tecnologias a cada ano, a cloud vem trazendo soluções para todo tipo de necessidade da sociedade moderna.

Cloud computing (ou computação em nuvem, em português) é um conceito de serviços de computação sob demanda, acessados pela internet. Essa tecnologia é a principal responsável pela possibilidade atual de trabalho remoto, acesso e edição colaborativa de dados e diversas inovações.

Para que você compreenda a importância que a cloud computing adquiriu nos últimos anos, preparamos esse conteúdo para você entender melhor o que é essa tecnologia, como usar e porque ele veio para ficar.

O que é cloud computing e como funciona?

Muita gente ainda tem dificuldade de compreender o que é o armazenamento na nuvem tão falado. Onde fica a nuvem? O que é a nuvem? Ela existe fisicamente?

A nuvem nada mais é do que inúmeros grandes data centers espalhados pelo mundo. Seus dados podem estar armazenados ou ser processados em servidores no Brasil, Japão, Índia ou qualquer lugar do mundo, além de haver cópias de segurança desses dados em mais de um local.

O que é cloud computing e como funciona?

A ideia de “nuvem” surgiu pela noção de que esses dados podem estar em qualquer lugar, a qualquer momento. Assim, podemos acessar e interagir com esse conteúdo de qualquer lugar do mundo, basta ter o acesso autorizado e autenticado. O único requisito é uma conexão à internet.

Cloud computing é a oferta de serviços de TI baseada nesse tipo de armazenamento. Assim, a empresa contrata os serviços exigidos para suprir sua demanda sem necessidade de montar uma enorme estrutura física de TI.

E a variedade de aplicações que podem ser ofertados baseados em cloud computing cresce a cada dia. Hoje, com a associação de tecnologias como Inteligência Artificial e Machine Learning, a tendência é oferecer todos os serviços possíveis  pela internet. E isso só é possível devido ao desenvolvimento da computação em nuvem.

O que é cloud computing e como funciona?

Quais as vantagens da computação na nuvem?

De imediato, duas vantagens da adoção de computação em nuvem são detectadas: acesso remoto aos dados e softwares da organização e redução no custo de infraestrutura.

Após um crescimento acelerado da adoção do trabalho remoto, impulsionado pelas determinações sanitárias durante a pandemia de covid-19, a mobilidade vem sendo vista como um importante atributo das empresas.

Além de possibilitar que profissionais executem suas funções de qualquer lugar, uma TI baseada em nuvem amplia as possibilidades de negócios, abrindo portas para empresas que, de outra forma, teriam suas atividades limitadas geograficamente.

Quais as vantagens da computação na nuvem?

Assim, o acesso remoto não apenas permite o anywhere work, tendência que permanece crescente mesmo após a retomada das atividades presenciais, como também cria condições favoráveis para melhorar a experiência do cliente, aumentando sua satisfação.

Podemos, ainda, mencionar como benefícios da adoção da cloud computing:

Economia de recursos

A redução dos custos com TI não acontece apenas porque investir em cloud computing é mais barato do que adquirir sua própria infraestrutura de armazenamento e backup.

Primeiramente, porque a equipe interna de TI não precisa ser tão grande e especializada para manutenção e suporte da infraestrutura utilizada. Isso fica a cargo do provedor da nuvem.

A economia também acontece porque o espaço físico necessário para abrigar servidores já não é mais necessário, assim como os custos de manutenção, suporte, luz, refrigeração, limpeza, etc. Mesmo em caso de aumento de capacidade, o espaço físico da sua empresa permanece enxuto e organizado.

Economia de recursos cloud computing

Aumento da competitividade

Além das oportunidades abertas pela mobilidade, que já citamos acima, a economia de recursos permite que novos investimentos sejam feitos na melhoria da atividade principal da empresa. Para completar, a computação cloud permite que pequenas e médias empresas possam contar com as mesmas soluções de TI de grandes organizações, aumentando sua competitividade.

Estabelecimento de referência e autoridade

A cloud computing permite o desenvolvimento de um relacionamento mais direto e facilitado com o cliente. A estabilidade dos serviços oferecidos, como um site ou plataforma de e-commerce, por exemplo, também aumenta, evitando a perda de clientes devido a queda de sistemas ou falha de acesso.

Uma empresa sempre disponível e pronta para solucionar as demandas de seus clientes constrói sua autoridade baseada na boa experiência do cliente, se tornando referência em seu mercado.

Aumento da produtividade

Uma infraestrutura disponível a todo momento e em qualquer lugar, que aumenta as possibilidades de interações e colaboração da equipe é um dos pilares para o aumento da produtividade. Visto que as aplicações baseados na nuvem têm manutenção e suporte especializados, a estabilidade e disponibilidade dos recursos também auxiliam para crescer a produtividade da empresa.

Aumento da produtividade com a cloud computing

Assertividade na tomada de decisões

A cloud computing facilita o acesso a métricas, indicadores e relatórios, seja pela disponibilidade em qualquer lugar, seja pela concentração de uma quantidade gigantesca de dados em um mesmo lugar. Esse acesso possibilita maior assertividade na tomada de decisões, realizada com base em dados atualizados.

Quais são os tipos de nuvem?

A computação em nuvem pode facilitar e otimizar processos e operações, ajudando nos resultados da sua empresa. Existem basicamente três tipos de nuvem, que atendem melhor a diferentes necessidades, de acordo com suas características. Conheça cada tipo de cloud e suas principais características:

Quais são os tipos de nuvem? Cloud computing

Nuvem Privada

A Nuvem Privada é construída para um usuário ou empresa específico. Todos os conteúdos armazenados nesse servidor só podem ser acessados por quem tem autorização. Sua execução é feita através de um data center e é personalizada de acordo com as necessidades da organização.

Esse tipo de serviço é ideal para as empresas que precisam manter sigilo sobre seu negócio ou lidam com uma quantidade grande de dados sensíveis ou confidenciais, que demandam maior cautela para proteção.

Nuvem Pública

A nuvem pública é gerenciada por uma empresa especializada e compartilhada por várias empresas. A administradora é responsável pela gestão e segurança dos dados. Geralmente, ela é contratada por assinatura e pode ser expandida de acordo com a necessidade dos usuários.

Esse modelo de serviço é mais usado por empresas que buscam um melhor custo-benefício e pode ser aproveitada para o desenvolvimento de inúmeras soluções de tecnologia disponíveis no mercado.

Nuvem Híbrida

A nuvem híbrida, por sua vez, é uma junção dos dois tipos anteriores. Com ela, é possível criar sistemas de nuvem privada e pública, com um compartilhamento otimizado de informações entre elas.

Assim, dados sensíveis e confidenciais podem ficar mais protegidos a partir do serviço privado, enquanto as outras informações podem ser compartilhadas através da nuvem pública. Saiba as vantagens de adotar esse tipo de cloud.

Por que usar a cloud computing?

Existem diversas razões pelas quais a adoção da cloud computing vem se tornando a regra no mundo corporativo. O que até poucos anos atrás era apontado como tendência, é hoje visto como a opção mais viável e, algumas vezes, a única para crescer o negócio.

Como mencionamos, cloud computing é um serviço adquirido sob demanda, ou seja, você paga pelo que consome. Assim, os custos com datacenters e servidores são reduzidos e ficam sob um melhor controle financeiro. A contratação por demanda também permite a adaptação de acordo com a necessidade em cada momento da sua empresa.

Por que usar a cloud computing?

O acesso remoto também apresenta várias oportunidades de evolução para o seu negócio. Desde a criação de uma infraestrutura favorável para o anywhere work, ao controle de todos os processos e centralização de dados em um só lugar.

Mas não é apenas a possibilidade de expandir negócios sem barreiras geográficas que pode ser alcançado com a computação em nuvem. A transformação digital é uma realidade inegável e a empresa que não evoluir está fadada ao fracasso.

Cloud computing é uma tecnologia básica para alcançar uma maturidade digital. Afinal, as inovações tecnológicas demandam um poder computacional cada vez mais pesado, sejam de armazenamento, processamento ou segurança.

E a inviabilidade de contar com essa infraestrutura, seja pelo alto custo de investimento, seja pelo espaço físico demandado, faz da nuvem a melhor opção. A partir do uso de cloud computing, a inovação ganha espaço e supera limites.

Tecnologias como a Internet das Coisas (IoT), chatbots, realidade aumentada, machine learning, Big Data, Analytics e Inteligência Artificial só são viáveis com a computação em nuvem.

Quais os benefícios de se adotar a cloud computing nas empresas?

Manter uma base de dados dentro da empresa pode ser muito dispendioso. Todo o circuito que sustenta esse centro de informações ativo demanda grande esforço e custo para as empresas. A nuvem oferece flexibilidade e economia, sem perda tecnológica.

Além de garantir a integridade das informações, a nuvem é capaz de gerir e facilitar o uso de tendências de TI nas organizações, como Big Data, Business Intelligence e Analytics, aplicativos e mobilidade com um custo muito mais baixo.

Veja como essa tecnologia pode beneficiar as operações e resultados da sua empresa:

Flexibilidade

A escalabilidade da Cloud Computing a tornou uma solução viável para atender de forma inteligente a demanda por automação requerida pelos negócios. Usando aplicações baseados em computação em nuvem, é possível aumentar ou diminuir a escala dos seus recursos de acordo com necessidades instantâneas.

Para um e-commerce, por exemplo, seria viável aumentar o processamento em um período de promoções. Dessa forma é possível se adequar conforme a necessidade de armazenamento e processamento da empresa. Isso é feito instantaneamente, praticamente com um clique.

Assim sendo, é possível aumentar ou reduzir a capacidade dos servidores sem que sejam necessários grandes investimentos (em estruturas, equipamentos e equipes).

Por que usar a cloud computing?

O mesmo serve para sistemas de gestão, já que a escalabilidade permite que sejam adicionadas novas funcionalidades ou quantidade de usuários e você não precisa investir em um novo sistema para isso, além de ter os recursos sempre atualizados.

Produtividade e desempenho

Além de economizar financeiramente, o suporte que o Cloud Computing oferece ao negócio possibilita que os funcionários produzam mais, com uma tecnologia mais avançada.

A cloud computing automatiza os processos, como análise e backup. Automatizadas, essas rotinas são feitas mais rapidamente e com menor índice de erros.

Dessa forma, a computação em nuvem permite que a equipe de TI fique livre para pensar em soluções ligadas ao core business, deixando a manutenção da infraestrutura para a equipe especializada do fornecedor.

Lembrando ainda que, com o acesso remoto às informações, os profissionais podem acessar e operar os dados de onde e quando quiserem, por meio de qualquer dispositivo, como desktops, notebooks ou smartphones, facilitando a realização de suas atividades.

Anywhere work

Segurança, backup e recuperação de dados

Ao colocar os dados da sua empresa em um servidor na nuvem, sua preocupação com a perda ou extravio de arquivos se reduz drasticamente. Isso porque eles estarão seguros em um ambiente externo à empresa, cuja atividade principal é, exatamente, mantê-los a salvo.

Em caso de catástrofes, acidentes com as máquinas, roubo ou qualquer outro fator que danifique a infraestrutura da empresa, os dados não serão afetados, já que a central de armazenamento não estará naquele local.

A cloud computing sugere a ideia de independência geográfica, ou seja, os dados não ficam armazenados em apenas um local. Eles são replicados em diversos servidores espalhados pelo mundo, assegurando uma multiplicidade de recursos para protegê-los.

Isso é especialmente benéfico para lidar com Big Data, visto que as chances de falhas do sistema aumentam nesse caso devido ao volume de dados.

Segurança, backup e recuperação de dados no cloud computing

E se, há alguns anos, quando a cloud computing ainda era uma inovação de empresas mais ousadas, a segurança em relação aos dados na nuvem ainda era uma preocupação, atualmente podemos dizer que os recursos de segurança na nuvem já são tão avançados quanto a tecnologia permite.

Sustentabilidade

A adoção da cloud computing ganha mais um argumento a favor quando compreendemos que as novas tecnologias baseadas em nuvem podem ajudar na promoção da sustentabilidade.

Ser sustentável é mais do que um título em alta no marketing. Uma empresa que valoriza o cuidado com a natureza e a proteção do planeta adota ações e uma cultura que condizem com esse valor. A redução no gasto de energia elétrica é uma dessas ações, facilitada pelo cloud computing.

O consumo consciente também pode ser incluído nessas ações, compreendendo que a opção pela computação em nuvem implica a redução da compra de equipamentos, que teriam que ter seu ciclo de vida acompanhado até o momento do descarte adequado.

Quais são os modelos de serviço de cloud?

Não importa o tamanho ou o setor econômico de atuação da sua empresa. Os serviços de computação em nuvem podem atender às suas necessidades de acordo com as estratégias de TI adotadas. Destacamos alguns dos principais modelos de serviço ofertados atualmente:

Quais são os modelos de serviço de cloud?

Software como serviço (SaaS)

No formato mais conhecido entre as organizações, é possível utilizar softwares em nuvem, sem precisar instalá-los na estação de trabalho. O acesso aos aplicativos pode ser feito em qualquer dispositivo conectado à internet. É comum o uso de ferramentas como o Office 365 e o Microsoft Office, além dos serviços do Google.

O software como serviço é contratado com base em assinaturas, ou seja, paga-se pelo número de licenças e permissões de acesso. Assim, não é necessário comprar o software e se ocupar com atualizações.

Plataforma como serviço (PaaS)

No modelo PaaS, é ofertada uma plataforma completa de desenvolvimento na nuvem. A empresa que contrata esse tipo de serviço não precisa se preocupar com a compra e o gerenciamento de licenças de softwares, servidores e firewalls de rede.

Também fica por conta do fornecedor o gerenciamento de banco de dados, poupando sua empresa de investimentos com estruturas de data centers próprios. Sua equipe de TI fica mais focada nas soluções inovadoras de tecnologia para o core business.

Infraestrutura como serviço (IaaS)

O IaaS é o modelo de serviço que oferece o mais alto nível de flexibilidade e controle sobre os recursos de TI. Isso quer dizer servidores virtuais, conexões de rede, largura de banda, endereços IPs e serviços de balanceamento em localidades diferentes, sem precisar investir em equipamentos próprios.

IaaS pode, ainda, incluir apenas soluções em nuvem ou também a estrutura de hardware de um fornecedor especializado no assunto.

Para a gestão de TI da sua empresa, isso significa a infraestrutura ideal pelo orçamento mais vantajoso.

Tudo como serviço (XaaS)

O XaaS segue a tendência de se oferecer no modelo de aquisição de serviço qualquer solução que possa ser utilizada pela internet. Esse conceito está tomando forma à medida que novos serviços baseados em nuvem aparecem no mercado.

A intenção é adaptar serviços que eram realizados de forma física para o ambiente de cloud, de acordo com a necessidade do momento. Esses recursos podem ser de comunicação, monitoramento, armazenamento, plataforma, infraestrutura e qualquer outro possível.

A adoção de XaaS é capaz de impulsionar e amadurecer os negócios digitais, criando novas oportunidades e possibilidades de ação.

Como a cloud computing se integra à rotina da empresa?

As aplicações baseadas em cloud computing evoluem a passos largos, assim como a própria TI. Dessa forma, as possibilidades são incontáveis e os limites são, basicamente, a necessidade e o orçamento da empresa.

Com o aumento da adoção do trabalho remoto, por exemplo, as soluções para atendimento ao cliente evoluíram e hoje é possível integrar chatbots, auto atendimento, canais de contato com atendentes humanos e lojas físicas em um só sistema, baseado na nuvem.

Como a cloud computing se integra à rotina da empresa?

Ou sistemas de gerenciamento de produção, que podem integrar em tempo real desde a disponibilidade da matéria-prima à logística de distribuição de um produto, incluindo todos os processos no meio. Esses processos podem ser acompanhados pela gestão da empresa de qualquer lugar, a qualquer momento.

Com uma equipe capacitada e consciente das mudanças e os benefícios trazidos pela digitalização da empresa, é possível produzir mais e melhor, gastar menos, aumentar a satisfação do cliente e entrar em um ciclo de inovação e desenvolvimento.

Ou seja, a computação em nuvem proporciona facilidades que vão ajudar a sua empresa a tornar seus processos mais ágeis, eficientes, estáveis, sua gestão facilitada e seus resultados, melhores.

Se você gostou desse artigo e se interessa em acompanhar as novidades, leia mais sobre as tendências de TI e saiba quais as soluções de tecnologia vêm apresentando os melhores resultados.

Já sabe como as tendências de TI podem impactar sua gestão?

Assine nossa
newsletter

    Ebook
    do mês